sábado, 14 de novembro de 2009

IV Litoral Loud Rock



foto: Maria

É o seguinte...
No ultimo domingo, dia 08 de novembro, houve em Caraguatatuba, Litoral Norte do estado de São Paulo, terra desse que vos fala, o IV Litoral Loud Rock. Como havia participado do III evento e ,conhecendo o organizador, sabia da qualidade, seja operacional ou musical do que estaria por vir. Mas eu tinha algo que colocava este como um de meus melhores momentos a serem vivenciados. Seria o primeiro show de minha pequena. Até então minha filha só tinha a referência dos shows que eu tinha visto. Ela sabia toda a teoria da magica de um Live, mas somente a teoria.
Não estávamos nem de longe, preparados para o evento. Minha milady Eslpeth e eu nunca havíamos, também, juntos compartilhados de um show ao vivo.
Mas até então, só expectativas.
Eis que se iniciava o IV Litoral Loud Rock.
foto: Maria

A primeira banda a se apresentar, a qual já sabíamos de antemão, levava nos flyers o rótulo de Metal Melódico. Chegamos sem nos importar com o som pois não somos ,em casa, entusiastas do estilo. Provando que toda unanimidade é burra, o AngelSpell de São Sebastião, levou-nos pelos ouvidos e olhos. Uma banda de garotos mas com uma profissionalidade ímpar. Uma apresentação que nos chamou a atenção quase que de imediato. Uma vocal que faz jus ao nome da banda , banda essa que trouxe em seu set list técnica e competência sem querer provar nada a ninguém. A "firula" típica do melódico foi deixada de lado, em nome de um som de qualidade. Desnecessário mas oportuno citar que se tornaram xodós da casa, mesmo pela delicadeza da vocalista em posar para uma foto com minha guria!
foto retirada o orkut "Litoral Loud Rock"

foto: Maria

Maria e Thayris Marcondes



Após alguns tropeços, mas essa é minha opinião, afinal de contas esse Farol aponta somente pra onde quero, faço um salto quântico, pois após o AngelSpell, pouco se aproveitou.

Salto esse que cai de cara na bordoada sonora do Ancesttral, thrash metal atualizado de São Paulo. Sabia sobre os vocais que se assemelhavam impressionantemente com James Hetfield e que entraram na última hora devido a um problema de saúde da banda originalmente convidada. Esses eram os elementos que eu, milady Elspeth e minha filha levamos.
Foi como um soco na minha orelha quando , utilizando minha pouco conhecida capacidade de visão periférica pude observar que, minha meta nessa vida foi colocada em execução por esses ilustres convidados. Ao meu lado, milady BANGEAVA!! Doze longos anos de minha vida com o intuito mór de fazê-la "bater cabeça" foram ministrados numa dose cavalar em poucos minutos da primeira musica.
Lembra Hetfield? Lembra Metallica? Até lembra. Mas lembra muito mais Ancesttral, acima de qualquer coisa. Qualidade sonora com peso, energia,carisma e muita porrada! Um cover ,quase que desnecessário, do Torture Squad, só mostrava a capacidade de execução sobre o palco. Eles tem munição suficiente para levantar qualquer público abaixo dos 150 anos e com tetraplegia leve. Fica ai outra dica e o meu muito obrigado ao carinho que foi dado a minha filha , segundos após o show, posando para mais um trecho de sua historia.
fotos: Maria


Renato Canonico, André Moreira, Maria, Leonardo Brito e Alexandre Grunheidt

site oficial: http://www.ancesttral.com
blog oficial - http://thefamousunknown.blogspot.com
myspace - http://www.myspace.com/ancesttral
fotolog oficial - http://www.fotolog.com/ancesttral
comunidade no orkut - http://www.orkut.com/community.aspx?cmm=7375697
facebook: http://www.facebook.com/pages/Ancesttral/114881359304
twitter: http://www.twitter.com/ancesttral

...um breve salto, afinal, esse catzo aqui tem um dono ,rs!...

"Nós somos o FORKA!" disse Ronaldo, vocalista da banda de thrash metal de São Bernardo do Campo. Dai pra frente o que se viu foi selvageria. Os que resistiram bravamente até essa banda, tiveram sua condição física posto à prova. Mais um massacre sonoro com velocidade somada a cadências mais ritmadas de peso e fúria. Do baterista até o frontman, era visível( e pra mim o mais necessário dos itens de um show), que a banda se divertia no palco. Nada de parecer mal só pra falar que foi deserdado pela mãe por mal-comportamento. Foram
de uma integração com o público sem precedentes. E interação. Numa simulação de Exôdo, capítulo 14-versículo 21, até mesmo a ala atéia pode provar como se sentiu o Faraó e sua galera.
Cover do Sepultura foi ótimo mas o de Raining Blood do Slayer foi uma marretada, seja pela perfeita execução seja por ver que milady novamente bangeava colocando meu coração numa bandeja. Já foram conquistados duas vezes pela mesma pessoa? E duas vezes no mesmo dia? Pois é...Não acontece todo dia!
Obrigado a todo o FORKA pelo domingo matador e também pelo carinho , respeito e atenção com minha pequena, assinado um capítulo a mais no histórico dia de um pai e sua filha!
fotos: Maria

Ronaldo Coelho, Rodolfo Salviato, Yasmim, Maria, The Unabomber(penetra), Samuel Dias e Ricardo Dickoff

Ronaldo Coelho, Maria e Alan Moura
MYSPACE www.myspace.com/forkametal
YOUTUBE http://www.orkut.com/CommMsgs.aspx?cmm=1017710&tid=2580468453813418980&start=1
TWITTER www.twitter.com/forkametal
Fotolog www.fotolog.com/forkametal


...outro salto se faz necessário, ao menos pra mim...


Chegam os corvos, headliners do show. RavenLand, banda paulistana de Gothic Metal. De início pensei que iria ver algum cover de Evanescence ou afins. Mas com um ar soturno, couro, fumaça e muito profissionalismo novamente fomos surpreendidos. Numa surreal atmosfera gótica oitentista, mas de extrema atualidade, a RavenLand trouxe nos vocais a suavidade da voz feminina de Camilla somado a um vocalista, WolfHeart, grave, em voz e atitude, remetendo a voz de Andrew Eldritch incorporado em Blaze Bailey. A vocalista conquista a todos a sua frente abrindo caminho para a poderosa voz masculina tendo como alicerce um instrumental de qualidade técnica-musical de arena e um tecladista hiperativo,rs!
Como uma única peça, a banda trabalha em sintonia com o público, trazendo peso e técnica num estilo conhecido por sua melancolia. Foi a ultima coisa que se viu por lá. Aliás a ultima coisa que se viu foi o inusitado cover de Enter Sandman com o vocalista/guitarrista do Ancestrall, Alexandre Grunheidt, numa jam session beirando o informal.
A todos ,novamente o meu obrigado por serem tão gentis na foto e na atenção nos autógrafos no poster de minha guria!
foto: Maria

foto retirada do orkut Litoral Loud


da esquerda para direita:Dewindson WolfHeart, Camilla, Maria, Fermann , Banes, Tropz .

SITE OFICIAL:WWW.RAVENLAND.NET
MP3 DO EP "BACK":WWW.MYSPACE.COM/RAVENLAND
CANAL NO YOUTUBE:WWW.YOUTUBE.COM/RAVENLANDCHANNEL


Parafraseando o Chicó de Ariano Suassuna:
"Só sei que foi assim!"
É óbvio que a crítica musical não é a mais amada das profissões e falam quase o mesmo que muitos proctologistas e ambos não são minha praia. E além do que, jamais foi minha pretensão ou de meu Farol.
Mas sei muito sobre o que gosto. Posso nem sempre saber o porquê, mas sempre do que e quem.
Foi mágico para mim bater cabeça com minha filha ao som desses ilustres visitantes. Senti-me em casa( com excessão da falta da vassoura, minha eterna guitarra,aliás, pra um baterista frustrado meia vassoura basta!).
Estar ao lado de minha amada ( te amo muito, minha bruxinha) foi quase que metafísico as emoções que senti nesse dia. E é uma comodidade sem par conhecer a pessoa mais envolvida nesse espetáculo.
Mas ao senhor Nikki Leite, o homen por trás ( no bom sentido) do Litoral Loud Rock fica eterna gratidão do guardião desse Farol. Milady Eslpeth não se cansa de me chamar a atenção para a maravilhosa energia que a esse cara retorna exatamente por domingos como esse. Toda a vibração de uma galera, que é bem pouco respeitada por nossos edis, a atenção, respeito e diversão esperada durante o ano todo e recebida durante o evento deve retornar como energia positiva a esse que merece muito . Nossos bangers precisam desse incentivo, até mesmo para figurar entre os convidados num próximo evento. As bandas e mesmo a cena do metal recebem o espaço para divulgarem seus trabalhos reforçando um cenário que tende a fraquejar devido a manipulação midiática. E ainda por cima, público, bandas e o tovarish Nikki nesse evento ajudaram a ACC-Associação de Combate ao Cancêr(*) com doações tão necessárias, enquanto o poder público e a iniciativa privada os deixa à deriva.
Nikki, isso voltará pra você em forma de energia tão forte, capaz de manter, senão uma cidade iluminada, todo o seu universo particular assim como todos os que o cercam.
Parabéns cara! É uma honra figurar entre os que muito aprenderam com você. Principalmente nos idos dos 80!
E Hudson. És lenda e sabe disso cara!

Nikki Leite (1tonelada de biceps), Hudson (1000toneladas de metal) e Maria (100% Rock´N`Roll)
Foto: Joe Barbara

Nikki Leite, Hudson e "The Unabomber"( Joe Barbara)
foto: Elspeth

O Litoral Loud Rock, acredito que pesquisas futuras irão provar,esticou a falha de San Andreas até Caraguatatuba.

Tenha uma segunda opinião visite e deixe seu comentário em: http://ladyelspeth.blogspot.com


(*)A ACCC fica na Avenida Maranhão, nº 107, no Jardim Primavera,em Caraguatatuba. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (12) 3881-2556. Sejamos mais solidários.

5 comentários:

NLemos disse...

Parece ter sido muito bom o evento JOhn! Da proxima vez me da um toque e eu tento ir.
Ouvi algumas bandas aqui pela internet... muito bom Forka, Ravenland gostei só do vocal masculino... mas a banda mais foda, que eu gostei mesmo foi Ancesttral!
Mal vejo a hora de levar a naniquinha em algum show também!
Muito chique teu blog!

Abraço!

Samuel Dias_FORKA disse...

Obrigado Joe ai pela matéria, de coração mesmo!!!

Puta show, puta vibe foda, estrutura bacana, organização animal e ao publico mano, que com certeza a cada apresentação da banda não nos cansam de nos supreender!!!

Obrigado, obrigado e obrigadooo!!!

Só isso mesmo...té uma proxima caragua!

Gabriel disse...

Salve salve camarada Joe..... Hehehe... é isso ae... levando a guria pros shows... gostei de ver hehe... aposto que ela gostou mto.... A Java deve ter adorado tb o cover de Raining Blood.... hehehe...
Pelo seu post esse festival parece que não foi igual o último Andragonia da vida lá... parece que rolou barulho bom.
No próximo me chama hein!! hehe Grande abraço.

Eliana disse...

Não podia dar outra, filha de peixes, peixinho é ..., isso sem contar a grande maturidade que essa "menina" tem, claro que com o empenho evidente da "bigmamy".
E você, Joe, mostrando muitas qualidades que estou começando a conhecer, parabéns pelo blog. Um abraço.

Dhiego Balthazar disse...

olha eu to em duas dessas fotos dessas fotos!!!